moveis-sob-medida

Móveis sob medida são cada vez mais procurados pelos clientes

É a porta que esbarra de um lado, a ponta do móvel que atrapalha a passagem ou um vão no canto que não cabe nada. Escolher e posicionar móveis dentro de casa é uma tarefa árdua e, muitas vezes, impossível se as peças não forem adequadas para os ambientes. Por causa disso, cada vez mais as pessoas optam pelos móveis feitos sob medida. A procura pelos planejados cresceu de forma assustadora. De julho do ano passado até agora houve aumento de 32%, afirma o vice-presidente da Associação dos Lojistas e Representantes de Móveis de Minas Gerais, José Oscar Pinto.

móvel sob medida

Além de crescer, a demanda pelo produto também se tornou mais democrática, segundo o vice-presidente. Se antes planejar um armário ou um sofá era coisa de gente de rica, hoje a prática abrange famílias da classe C e D. Essas classes começaram a ter maior acesso ao mercado e as empresas tiveram que se adaptar para atendê-los. Um exemplo disso são os projetos de móveis para apartamentos muito pequenos, afirma. Os armários sob medida também tomaram conta das cozinhas. Segundo José Oscar, os projetos vendem muito mais que os modelos prontos, que já se tornam obsoletos.

Funcionalidade é a principal palavra que descreve o produto. Com móveis feitos sob medida, o cliente dá adeus aos espaços mortos e tem a sensação de que o cômodo é muito maior. A regra é a ocupação de espaços úteis, afirma José Oscar. Além disso, os planejados também têm a vantagem de atender necessidades específicas de cada morador. Se o armário for para um homem solteiro, por exemplo, não é necessário aquele espaço grande abaixo do cabideiro que os guarda-roupas normalmente têm por causa vestidos longos, lembra. Segundo ele, os móveis planejados costumam ser 25% mais caros que um produto pronto. Os comprados em lojas são feitos em série, por isso têm um custo de produção mais baixo, explica.

O gerente administrativo Mateus Siqueira Ramalho já está se tornando especialista no assunto. Logo que se casou, foi morar num apartamento pequeno e sentiu a necessidade de fazer móveis sob medida. Planejei os armários do quarto, da cozinha, do banheiro e da área de serviço, lembra. Mais tarde ele se mudou para um apartamento mais amplo e começou tudo de novo. Dessa vez o espaço é maior e nem precisava planejar os móveis. Mas, depois que vi as vantagens de fazer um projeto, não quis ficar sem, conta. No armário do quarto, ele pediu um local especial para guardar os ternos, que são sua roupa de trabalho. Eu não achava esse espaço em armários prontos e quando você planeja faz do jeito que quer. Paguei mais por isso, mas valeu a pena e não me arrependo, destaca.

Segundo a arquiteta e designer de ambientes Beth Naruch, para a confecção de móveis sob medida estão em alta materiais como vidro, laca, MDF, ebanizado e espelho. Os móveis podem ser feitos com um desses materiais ou com a mistura de alguns deles, diz. Ela explica que, antes de fazer o projeto, o cliente precisa saber o objetivo do móvel, assim como os objetos que ele vai comportar. Um armário que será usado por mulheres, por exemplo, pode ter nichos específicos para bolsas, sapatos e bijuterias, afirma. Já no quarto das crianças, a dica é fazer um guarda-roupas grande que poderá ser aproveitado também na adolescência.

Na cozinha, a arquiteta afirma que é comum os gavetões substituírem as portas, assim como é tendência usar a báscula, que é a porta abre para cima. Segundo ela, outro móvel planejado muito requisitado hoje é o painel para televisões. Ele é interessante porque esconde os fios da TV, evitando quebrar paredes, diz. A arquiteta lembra, ainda, que o ideal é contratar um profissional para fazer o planejamento antes de chamar o marceneiro. O mobiliário planejado é o que dá charme e sofisticação aos ambientes. São produtos que você não encontra em qualquer lugar, afirma.

Veja também

Comments are closed.